anteriores   próximos
 
  Não deixe de ouvir: A Pele do Futuro – Gal Costa
11/10/2018

Artesã da novidade
10/10/2018

Gal na pista
09/10/2018

Gal Costa lança 40º álbum com participação de Marília Mendonça
09/10/2018

Gal Costa lança novo disco em que mistura batidas dançantes e letras melancólicas
08/10/2018

Enérgica anfitriã
03/10/2018

O som da Gal plural
03/10/2018

Gal Costa reúne gerações da MPB em A Pele do Futuro
03/10/2018

Gal Costa busca revitalização e transita em vários tempos
02/10/2018

Gal Costa ilumina o presente com a voz de vários autores
02/10/2018

Gal Costa lança disco dançante
01/10/2018

Gal Costa enfrenta e embaralha as pistas do tempo no traço luminoso do álbum ‘A pele do futuro’
01/10/2018

Gal faz duetos com Marília Mendonça e Bethânia em seu novo álbum
29/09/2018

Gal Costa volta a gravar Gil e Djavan em A Pele do Futuro
28/09/2018

Em novo trabalho, Gal volta a gravar Gil e Djavan depois de 25 anos
28/09/2018

 
 
 
 
Trinca de Ases em Curitiba: relicário imenso da música nacional

Curitiba Cult - 12/12/2017
 


Gal Costa. Cantora que, com seus mais de 50 anos de carreira, já foi considerada pela Rolling Stone Brasil a sétima maior voz da música brasileira. Gilberto Gil. Vencedor de Grammys e detentor de uma discografia que conta com mais de 50 álbuns que exploram vertentes musicais variadas. Nando Reis. Compositor de sucessos nacionalmente conhecidos, cuja carreira solo não foi menor que sua passagem pela banda Titãs.

Juntos, os três formam a Trinca de Ases, espetáculo que ocorreu na Ópera de Arame em Curitiba na última sexta-feira (08.12). Três patetas, três poetas da canção reunidos em uma noite de celebração da música nacional.

Munidos de seus violões e vocais potentes, os artistas interpretaram faixas já célebres, como Palco, All Star, Esotérico, Relicário, Dois Rios e Segundo Sol. Apresentaram outras inéditas, como Trinca de Ases, Dupla de Ás e Tocarte (primeira parceria de Gil e Nando Reis). Emocionaram com duetos, com solos, com toques sutis em cada faixa.

A cada entrada de Gal Costa, a plateia ovacionava sua potência vocal. Em um teatro lotado, todos agiam como que hipnotizados pela desenvoltura dos três no palco, gritando, vez ou outra, elogios, que eram retribuídos com a gentileza que apenas grandes músicos são capazes de expressar em um espetáculo.

Homenagens também não ficaram de fora. Na faixa Nada Mais, antes de Gal destilar um sofrimento amoroso delicioso de se escutar, Nando executou parte de Lately, de Stevie Wonder. Luiz Melodia foi outro que apareceu no setlist, com a faixa Pérola Negra.

Tons de alegria, momentos de dor melodiosa e uma execução impecável de cinco músicos (não podemos esquecer das presenças de Magno Brito, baixista pernambucano, e de Kainan do Jêjê, percusionista baiano) marcaram na memória mais uma grandiosa reunião de ícones da música brasileira.

O show completo pode ser conferido no YouTube (basta clicar aqui). Entretanto, assistir a lendas ao vivo é uma emoção difícil de descrever em palavras. Vida longa aos três mosqueteiros!
© 2016 Gal Costa     Agenda   Discos   DVD   Fotos   Notícia   Textos   Busca   Estratosférica    Contato para shows
545 registros:  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  > >|

  >